Pular para o conteúdo principal

10 DE NOVEMBRO: todos vão às ruas em Dia Nacional de Luta contra as Reformas

Ato Público em João Pessoa terá concentração às 14h em frente ao Liceu Paraibano
10 DE NOVEMBRO: todos vão às ruas em Dia Nacional de Luta contra as Reformas

Na próxima sexta-feira (10), Dia Nacional de Paralisação, estão marcadas em todo o país grandes mobilizações contra as Reformas Trabalhista e Previdenciária. Em João Pessoa, haverá um ato público, com concentração a partir das 14h, em frente ao Liceu Paraibano.  A programação do ato unificado foi definida durante reunião na última sexta-feira (3) com diversas centrais sindicais, movimentos sociais e as Frentes: Brasil Popular e Povo Sem Medo.

No dia 10 de novembro, trabalhadores e trabalhadoras irão às ruas reivindicar a revogação da Reforma Trabalhista e da Emenda Constitucional (EC) 95/17, que congela por 20 anos os investimentos públicos. Também denunciarão o ataque que representa a Reforma da Previdência e o Programa de Desligamento Voluntário (PDV), que vem ameaçando milhares de brasileiros.

A data vem sendo construída por entidades sindicais, movimentos sociais e populares como mais um dia para chamar a atenção da sociedade para todos os retrocessos que vêm sendo implementados pelo governo Temer, com apoio do Legislativo e do Judiciário.

Na reunião foi definida, também, a realização de atividades durante a manhã do dia 10 pelas categorias e movimentos participantes; a elaboração de um panfleto unificado e a intensificação das mobilizações nas redes sociais.

A mobilização é promovida pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), CSP-Conlutas, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Nova Central Sindical, União Geral dos Trabalhadores (UGT), Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo.

DIA NACIONAL DE LUTA – 10 DE NOVEMBRO NÃO À NOVA LEI TRABALHISTA! NÃO À REFORMA DA PREVIDÊNCIA!

Fonte: Frente Povo Sem Medo.

Na sexta-feira, 10, acontece o Dia Nacional de Luta contra as reformas e a retirada de direitos. A Fenajufe orienta aos sindicatos filiados que mobilizem suas bases. O ato é unificado e luta contra a retirada de direitos dos trabalhadores, contra a reforma da Previdência e pela revogação da reforma trabalhista que entra em vigor no sábado, 11 de novembro.

O momento também será de luta contra o desmonte do PJU e MPU, e de todo o serviço público brasileiro, sob forte ataque da elite empresarial do país. Com o governo, Congresso e STF alinhados aos interesses dos grandes financistas, a escalada da retirada de direitos dos trabalhadores e o desmantelamento dos mecanismos de atendimento público à população, ganhou força. Sucateado e à beira da paralisação, o passo seguinte será privatizar sob o falso argumento da eficiência e eficácia do setor privado.

Os ataques contra os servidores foi intensificado a partir da aprovação da EC 95, que estabeleceu teto para os investimentos públicos, destruindo programas sociais, a pesquisa científica e a operacionalidade do Poder Judiciário, este último sob forte contingenciamento. Com o rezoneamento e a tentativa de extinguir a Justiça do Trabalho como forma de fragilizar ainda mais o trabalhador na relação com o empregador, a unidade passou a ser pedra fundamental para a defesa das prerrogativas dos servidores públicos.

A Fenajufe orienta aos sindicatos participarem do movimento de resistência para o fortalecimento e valorização de todo o Serviço Público. 

Fonte: Fenajufe.